Mergulhei para melhorar a autoestima das mulheres

Carina Arruda 16/11/2018
Carina Arruda 16/11/2018

Sempre tive aquela inquietude típica da juventude, experimentei vários empregos e negócios, sempre tirando o melhor aprendizado de cada experiência. Tive uma papelaria, uma distribuidora de água mineral, trabalhei numa loja varejista de calçados e já fui contato publicitário de um grande jornal. O fato de minha mãe ter sido feirante contribuiu para a minha veia empreendedora. Somos de uma família muito simples e sempre almejei mais.

A minha vocação para o mercado da beleza não foi imediata. Antes percorri uma longa trajetória, que começou aos 13 anos. Para ajudar minha família, ainda adolescente eu vendia arranjos de flores em domicílio durante a semana e roupa numa feira aos domingos. Aos 15 anos, me tornei vendedora de Tv por assinatura e com 16 anos e apenas R$2 mil, dei meus primeiros passos rumo ao empreendedorismo. Decidi mergulhar no setor voltado para a melhoria da autoestima das mulheres. Após algumas pesquisas e já bem mais experiente, criei uma empresa voltada para as classes A e B, mas queria algo mais especial. Comecei então a pesquisar no mercado internacional, o que poderia ser um grande diferencial para as brasileiras. Foi então numa viagem aos EUA que me apaixonei pela extensão de cílios, serviço que já existia no Brasil, porém de maneira amadora, com produtos inadequados e sem nenhuma norma de segurança.

Investi minhas economias em meu primeiro curso de extensão na NOVALASH, considerada uma das melhores academias dos EUA, em Las Vegas. Ao voltar para o Brasil, adaptei em meu estúdio a técnica aos hábitos de beleza das brasileiras, apostei na divulgação do meu trabalho nas redes sociais e o boca a boca só cresceu. Não demorou muito para ter fila de espera de meses, com diversas atrizes se tornando clientes.

Neste cenário, se destacam milhares de profissionais e empresários, que apostaram na área da beleza, com investimentos e especializações, trazendo novidades para o país. Um dos exemplos é a carioca Carina Arruda, de 32 anos, à frente da MyLash, empresa especializada em extensão de cílios, que só em 2017 realizou mais de quinze mil extensões de cílios com faturamento de R$ 4 milhões. Também comecei a qualificar minhas funcionárias para também serem capazes de oferecer o serviço. Hoje, acredito que tenho a equipe mais qualificada do Brasil. Com muito empenho, concluí mais de sete certificações internacionais e me tornei a única brasileira membro da NEESA (Associação Americana de Segurança em Extensão de cílios). Minha clínica foi reformulada e passou a se chamar MyLash, nome usado até hoje.

Fui convidada para escrever um dos capítulos do livro “Empreendedoras com o poder de inspirar outras mulheres”, da editora Gregory, e foi um grande orgulho para mim. Comemoro hoje quatro lojas em funcionamento no RJ e uma em SP. É recompensador olhar minha trajetória e celebrar esse sucesso: principalmente trazer essa sensação de renovação e bem estar a tantas mulheres – os cílios representam uma característica muito feminina, capaz de mudar a autoestima e a extensão possibilita uma mudança de dentro para fora.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.