Franquias compactas são aposta para 2016

Redação 16/02/2016
Redação 16/02/2016

A Associação Brasileira de Franchising (ABF), divulgou recentemente um balanço do setor referente ao ano de 2015 e apontou como uma das tendências para 2016 um aumento na procura por redes que ofereçam modelos de negócio compactos, seja pela facilidade de operação – normalmente mais enxuta, consequentemente com menor número de colaboradores – e pelo menor investimento na comparação com o modelo de operação padrão idealizado pelas marcas.

O fato, na visão de Ana Vecchi e Paulo Ancona, diretores da consultoria Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica, que está há mais de 20 anos no segmento de franquias, é que há uma aposta interessante e significativa por parte das redes em oferecer esses modelos para atrair potenciais franqueados, que queiram usar, por exemplo, o FGTS para investir no negócio próprio, algo muito comum em tempos de emprego complicado e demissões em alta.

De acordo com os consultores, de toda maneira, valem alguns cuidados tanto do lado do franqueador, quanto do potencial franqueado. No caso do primeiro, para que a seleção do franqueado aconteça de forma criteriosa a fim de não comprometer a evolução da rede. Já no caso do potencial franqueado, para entender expectativas, afinidades com o negócio escolhido, entendimento da sua atuação na empresa, entre outros aspectos.

A Ortoplan – Especialidades Odontológicas, considerada uma das maiores redes de clínicas odontológicas do Mercosul, é uma das marcas que oferece um modelo compacto. Trata-se da clínica Smart, que pode ser aberta com dois consultórios, três funcionários e um investimento na casa dos R$ 75 mil. De acordo com a franqueadora, o prazo de retorno é de aproximadamente 18 a 24 meses e o faturamento médio bruto mensal é de aproximadamente R$ 75 mil.

Segundo Faisal Ismail, sócio-fundador da rede, o contrato é de 60 meses e o franqueado pode evoluir o negócio para o modelo padrão. “Conforme a operação vai ganhando fôlego, naturalmente o franqueado nota a necessidade de ampliar as instalações para conseguir atender um maior número de pacientes”, explica.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.