Novo Normal – Uma visão de desafios e oportunidades

Duar Pignaton 29/07/2020
Duar Pignaton 29/07/2020

Pode-se dizer que a Internet foi um marco na vida de muitas pessoas e negócios revolucionando toda uma geração. Entretanto, uma parcela significativa dos pequenos negócios ainda não estava no mundo digital. Seja por falta de estrutura, conhecimento ou necessidade, o cenário da pandemia fez tudo mudar rapidamente. Este é um momento de grande revolução no varejo brasileiro.

As necessidades de sobrevivência dos negócios e consumidores fazem com que a pluralização de canais de venda e atendimento fossem aceleradas de forma inimaginável. Segundo estudo realizado pela plataforma Nuvemshop, e apresentado no evento “Potencialize E-commerce, a quarentena impulsionou o comércio de essenciais, mas o crescimento aconteceu de forma abrangente. “Alimentação & Bebidas” liderou com aumento de (282%) no trimestre, seguida por “Pets” (219%), “Presentes” (215%), “Casa & Decoração” (207%), “Brinquedos” (195%) e “Roupas” (189%).

Ainda segundo o estudo, outro impacto presente é o aumento de atuação das empresas, que passaram atender o país e não mais apenas o local onde estão instaladas. As vendas online cresceram nos 27 estados brasileiros, porém, 17 deles viram suas vendas crescerem acima da média nacional de 137%, e 13 deles estão nas regiões Norte e Nordeste.

Hoje ter um domínio registrado para um site, ser atuante nas redes sociais, um bom canal de e-mail, aplicativo WhatsApp e um telefone disponível para seu cliente, são regras básicas para abrir qualquer negócio, independente se voltado para e-commerce ou não. Além disso, outra dica é estar presente nos marketplaces. São espaços onde uma grande empresa faz o intermédio do consumidor com a vendedor, oferecendo tecnologia, segurança e praticidade para ambas as partes. Esses espaços mais conhecidos são oferecidos por empresas de delivery (iFood, UberEats, Shipp, entre outras) e também por plataformas (MercadoLivre, Americanas, Casas Bahia). São exemplos que ferramentas não necessitam de investimento por parte da empresa ficando o marketplace com um percentual sobre o valor da venda.

A busca por reduzir custos e otimizar a gestão dos negócios também fica cada dia mais importante, visto que no mundo digital, a competição é muito maior. Uma boa saída é procurar referências no seu mercado e inspiração para seguir os melhores na busca por diferenciais e inovação. O estudo da Associação Brasileira de Franquias identificou que o setor reagiu rápido aos reflexos da pandemia. Os dados mostram que mais de 70% das franquias do país adotaram ações diversas com foco neste momento de isolamento social, entre as quais estão serviços online, orientações e treinamentos sobre Covid-19, delivery, e-commerce e promoções.

Trazendo comigo a experiência de ter negócios próprios e também franquias, faço um paralelo. Busque nas franquias referências para ver o que eles estão fazendo, mas não se limite a isso. Estude bastante e se mantenha alerta sobre diferenciais e inovações no seu negócio.  Dinamismo é uma palavra essencial nesse momento.

Diante desse novo cenário, vale a pena fazer uma revisão em toda parte financeira das empresas. Há impactos operacionais com a chegada de novas soluções de pagamento, taxas mais competitivas de adquirências e estruturais, como linhas de financiamento e empréstimos. Cada centavo que economizamos com custo financeiro nas pequenas empresas representa uma expansão na lucratividade. Fiquem de olho, aproveite o momento para renegociar e fechar o ano no azul.

Por fim, depois de um início de ano muito bom, a pandemia instaurada, muitos desafios foram colocados à prova. Entretanto, desafio também trazem oportunidades e quem estiver preparado nesse novo normal, certamente, terá um segundo semestre promissor.

Duar Pignaton – Formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Espírito Santo, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e Especialização em Formação Executiva para Habilidades de Liderança e Gestão pela Universidade de Ohio, ele atua na gestão de pequenos e médias empresas desde 2007. Empreendedor de sete marcas entre franquias e negócios próprios, Duar já atuou junto ao Sebrae, Federação das Indústrias, Confederação Nacional de Jovens Empresários representando o Brasil algumas vezes em eventos mundiais. Duar Pignaton também é palestrante nos âmbitos nacional e internacional. Duar procura fazer analogias sobre mercado de trabalho, necessidades e oportunidades. Duar foi delegado premiado da Mini-ONU em 2003, vencedor do Desafio Sebrae Internacional de 2007 e vencedor do concurso de Empreendedorismo de Eike Batista em 2010.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.