PANDEMIA – Socialbakers libera acesso à sua plataforma para ajudar ONGs durante pandemia

Zelândia Silva 01/05/2020
Zelândia Silva 01/05/2020

Para ajudar as Organizações Não Governamentais (ONGs) a se comunicar de maneira mais assertiva com seu público durante a pandemia da Covid-19, a Socialbakers, plataforma líder global em soluções para otimização de performance corporativa na internet, dará acesso gratuito à sua plataforma durante cinco meses*. A ideia é tornar mais ágil e fácil o processo de planejamento e criação do conteúdo das redes sociais dessas organizações, possibilitando a construção de uma comunicação direcionada e permitindo que os times de marketing e assessoria trabalhem de maneira assertiva, mesmo em home office.

Com a instauração do distanciamento social, as redes sociais se tornaram cruciais para deixar o público informado sobre as últimas notícias e dar orientação sobre a pandemia do Covid-19. A plataforma da Socialbakers inclui uma central de ajuda para ONGs que pode ser usada para controlar as operações de suas redes. Também possui ferramentas sofisticadas para ajudá-las a informar e atualizar suas páginas, além de processar com eficiência as dúvidas recebidas.

“Em tempos de crise, é importante que todos estejam juntos e ofereçam ajuda com ferramentas que tenham disponíveis”, diz Alexandra Avelar, Country Manager da Socialbakers. “Entendemos que é uma luta diária para que diversas ONGs estejam em evidência nas mídias sociais, mas durante uma emergência pública como essa, nós não podemos parar de nos comunicar. Com essa contribuição feita pela nossa tecnologia, nós oferecemos todo o suporte para que essas organizações possam oferecer informações essenciais e contemporâneas pelas redes sociais, contribuindo para nos proteger e proteger aos outros”, completa.

As ONGs podem contatar a Socialbakers diretamente pelo e-mail: support_NGO@socialbakers.com para começar a usar a plataforma gratuitamente.

*Esse serviço funcionará até setembro de 2020 para Smart Package com cinco páginas para ONGs e regiões qualificadas.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.