Por que franquias precisam de estratégias de edtech para ter sucesso

Redação 07/10/2019
Redação 07/10/2019

A identidade do modelo de negócio de franquia depende da capacidade que o franqueador tem em reproduzir o know-how de um negócio e manter a padronização em todos os processos. Por isso, os treinamentos são parte estratégica no franchising e as ferramentas de educação digital (edtech) são grandes aliadas, contribuindo diretamente para o sucesso do negócio e da marca.

Veja quatro razões para sua franquia investir em edtech

1. É preciso reproduzir o know-how e manter a padronização

A unidade da marca está na essência dos negócios de franchising. Para reproduzir o know-how e garantir a padronização de um modelo, franqueados precisam investir em ferramentas ágeis para disseminar conceitos em grande escala. A educação digital é uma boa solução porque permite escalar cursos e trilhas de conhecimento para um grande número de pessoas. Utilizar um aplicativo para microlearning, baseado em conteúdos objetivos e de fácil acesso, é uma opção para que os franqueados e colaboradores aprendam e reforcem conceitos e regras em pequenas porções diárias.

2. Os colaboradores pertencem às gerações Y e Z

Imediatistas, multitarefas, super conectados e ávidos por inovações. Essas são apenas algumas descrições das gerações Y (nascidos nas décadas de 80 e 90 ) e Z (a partir de 1997). Eles formam a grande massa de trabalhadores no mercado de franquias. “Para engajar e treinar essas pessoas é preciso apostar em ferramentas tecnológicas com abordagens envolventes e imersivas, como games, realidade virtual e realidade aumentada. A esse conjunto damos o nome de immersive learning”, explica Luiz Alberto Ferla, CEO e fundador de uma das mais tradicionais edtechs brasileiras, o DOT digital group.

3. Quanto mais ágil o suporte ao franqueado, melhor

O sucesso de uma franquia é diretamente proporcional ao engajamento do franqueador. O desafio aumenta na medida do crescimento do número de unidades franqueadas. Cabe ao franqueador garantir suporte aos franqueados. Promover a troca de ideias e o compartilhamento de experiências entre os franqueados por meio de ferramentas de social learning ajuda muito a reproduzir o know-how do negócio entre todos os envolvidos – franqueados, franqueadores e colaboradores. Assim, o problema de um franqueado pode ter sido vivenciado por outro, ajudando na busca por uma solução padrão.

4. Rotas devem ser ajustadas com rapidez e em larga escala

O trabalho de um franqueador não termina com a estruturação do modelo de negócio e a transferência de know-how para a rede de franqueados. Altamente competitivo, o mercado de franquias exige olhos abertos de todos para perceber os movimentos dos concorrentes, explorar as possibilidades de crescimento, além de contornar possíveis dificuldades o mais rápido possível. “Ferramentas de edtech como plataformas de aprendizagem, ambientes de cursos online, são imprescindíveis para a ajustar a rota, implantar inovações e replicar modelos de forma ágil e simultânea em larga escala”, afirma Ferla.