Redes brasileiras de franquias miram mercado internacional

Redação 12/06/2019
Redação 12/06/2019

O setor de franchising iniciou 2019 com 140 redes brasileiras de franquias com unidades em operação em 88 países, segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising). Os Estados Unidos permanecem sendo o principal destino das marcas brasileiras no exterior, com 57 redes operando localmente. Portugal se mantém como o segundo país mais procurado, com 34 marcas, e o Paraguai em terceiro, com 32 redes.

Com uma unidade em Portugal, a SuperGeeks, primeira e maior escola de Programação e Robótica para crianças e adolescentes do país, deu início ao projeto de internacionalização no ano passado.

“Começamos a internacionalização por Portugal por conta da língua, que requer apenas a adaptação de alguns materiais e, claro, aproveitando a ida dos brasileiros pra lá”, explica Marco Giroto, fundador da SuperGeeks.

Além de Portugal, a SuperGeeks também quer expandir para os Estados Unidos juntamente com a empresa americana e parceira CS Plus que oferece uma plataforma em nuvem e interativa para ensinar ciência da computação nas escolas regulares de todo o mundo. Além disso, a rede também quer atingir regiões de língua espanhola e já tem demanda para o Japão.

A SuperGeeks oferece seis modelos de negócios no Brasil, alguns inclusive de baixo investimento, são opções que vão desde R$ 22 mil até R$ 200 mil. Para o exterior, o investimento inicial é de 55.000 EUR. Para as escolas regulares do Brasil e do exterior, a SuperGeeks também oferece a CS Plus, uma plataforma para ensino de ciência da computação na grade escolar (ensino fundamental e médio) alinhada com os principais padrões nacionais, como a BNCC – Base Nacional Comum Curricular, quanto internacionais como o CSTA – Computer Science Teachers Association.

Com 5 mil alunos e 62 unidades, a SuperGeeks atende crianças de 5 a 17 anos que fazem cursos para aprender Ciência da Computação, a partir do desenvolvimento de games, do conhecimento em Robótica, Realidade Virtual e Aumentada, Inteligência Artificial e também por meio da criação de aplicativos e sistemas web, incluindo questões de redes de computadores e servidores.

“A metodologia da SuperGeeks é exclusiva e o sistema de ensino e currículos não são encontrados em nenhuma outra empresa do segmento no mundo, um dos motivos que levou a SuperGeeks a iniciar sua internacionalização tão cedo”, finaliza Marco.

Ficha de Investimento SuperGeeks no Exterior

Investimento Inicial: 55.000 EUR

Taxa de Franquia: 15.000 EUR

Plano de maneio para 3 meses de operação: 18.000 EUR

Payback: 24 a 36 meses

Break Even: 8 a 12 meses

Lucratividade média após 3 anos: 20% a 25%

Faturamento médio anual:  115.000 EUR (ano 1) / 397.000 EUR (ano 3)

Royalties: 10%

Fundo de Marketing: 2%