Saiba como criar uma reserva financeira em tempos de crise

Marlon Assef 25/04/2020
Marlon Assef 25/04/2020

Em meio a maior crise econômica das últimas décadas, a fintech Grão, especialista em micro-investimentos elaborou um guia com dicas para a organização de finanças pessoais e a construção de uma reserva de emergência. Criada em 2018, a Grão tem por objetivo ajudar os consumidores a criar o hábito de poupar pequenos valores e incentivar a formação de uma reserva financeira para diminuir o endividamento. Confira a seguir três etapas detalhadas de planejamento e de mudança de sua relação com o dinheiro.

Etapa 1: orçamento de guerra

O momento é instável e também ideal para agir de maneira mais incisiva e determinada em relação ao bolso. As táticas usadas no seu orçamento de guerra têm como objetivo reduzir seu custo de vida neste momento, ainda que com alguns sacrifícios. Para isso, diminua uma despesa fixa. Qual? Comece analisando seu orçamento e escolhendo uma despesa fixa que você pode eliminar totalmente. Não é porque a despesa é fixa, e acontece todo mês, que ela é necessária. Olhe para todas as despesas e faça a escolha, mesmo sabendo que precisará fazer um sacrifício no dia a dia. Será que você precisa pagar internet, TV por assinatura e celular ao mesmo tempo, por exemplo? Um destes pode sumir, ainda que temporariamente. Talvez você use alguns serviços mensais que podem ser suspensos por algum tempo. Se você tem carro e não vai usá-lo por conta do isolamento, pode conversar com seu corretor e cancelar o seguro por um ou dois meses. Se você assina aplicativos de celular veja se alguns podem ficar de fora das despesas por um tempo.  A ideia é cortar para ajustar seu padrão de vida ao momento e ainda construir sua reserva de emergência.
Desafie-se a acabar com duas despesas variáveis. A ideia, aqui, é a mesma: olhar as despesas variáveis, aqueles gastos que surgem esporadicamente, mas pesam no orçamento. Elimine ou diminua duas dessas despesas. Organize os gastos variáveis de maneira que você enxergue os maiores primeiro, e depois os que surgem com mais frequência. Focando nelas, você vai conseguir acabar com uma delas e a diferença no orçamento já será significativa. Se não der para eliminá-las, pode diminuir.

Etapa 2: controle financeiro

Para lidar bem com a sua realidade financeira, você precisa saber o que de fato está acontecendo com o seu dinheiro, o que só é possível se você manter seu controle financeiro em dia. Anote tudo o que você ganha e o que gasta. Veja como você tem administrado o seu salário. Você conhece seu perfil de gastos de verdade? Todo dia a gente manipula o nosso dinheiro ou cartão, comece a reparar nisso e talvez assim fique mais fácil entender porque é tão importante manter o controle financeiro em dia. Você pode usar o Organizador Financeiro do App Grão ou também a planilha gratuita de controle financeiro.
Renegocie tudo que puder. O momento também requer que você seja o mais sincero possível com todos os seus credores, instituições financeiras, pessoas físicas ou até loja. “Devo e não nego, mas preciso renegociar.” Vá em frente, fale a verdade.
Outra atenção é para compra parcelada. Um dos hábitos mais importantes de quem alcança a paz no bolso é comprar quando tem dinheiro, evitando assim a tentação de parcelar tudo o que se compra, sempre no máximo possível de parcelas. Reveja as suas atitudes. Com menos compras parceladas, seu futuro financeiro fica mais simples e menos comprometido. Ao projetar seus gastos, você vai ver que existe mais folga para guardar e realizar objetivos.

Etapa 3: Guardar dinheiro para reserva

Depois de baixar seus gastos, cortando despesas e fazendo alguns sacrifícios, você encontrou seu novo padrão de vida. Com o controle, vai cuidar para que as coisas não voltem a ser como antes. O especialista em finanças pessoais, Conrado Navarro, criou um bordão: “Recebi, Investi”. O dia em que seu salário (ou renda) cai na conta é também o melhor dia para “tirar da sua frente uma parte dele”. Na prática, é simples: caiu o dinheiro, já guarde imediatamente um pouco no seu porquinho digital. Isso fará com o que diminua o saldo disponível na conta corrente do dia a dia, e a ideia é que você se ajuste para viver com o que ficou lá.

Através do APP da Grão é possível guarda as economias com as despesas através de um porquinho digital. De acordo com a fintech, tudo que você conseguir economizar nas despesas reduzidas e a partir do controle financeiro pode virar reserva de paz pensando no hoje e, principalmente, amanhã. A abertura de conta na Grão é gratuita e simples, e tudo pode ser feito pelo celular baixando o App.

 

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.