Startup Linte adota nova forma de recrutar para atrair talentos

Redação 12/07/2019
Redação 12/07/2019

 Um dos principais desafios enfrentados atualmente pelas empresas é, sem dúvida, formar um time de tecnologia com pessoas que se identifiquem com a cultura organizacional da empresa, muito mais que apenas ter requisitos técnicos ou uma vasta experiência no mercado. Com a Linte, startup que oferece soluções de automação de documentos e gestão de contratos para grandes empresas e escritórios, não é diferente.

No fim do ano passado, a empresa que conta com mais de 40 profissionais, decidiu lançar um novo produto e que exigia um conjunto de linguagens e ferramentas de desenvolvimento. Para um processo de seleção mais assertivo e transparente, a startup identificou as mudanças que precisavam ser feitas, incluindo a substituição de quase 30% do time. “O principal desafio era o de recrutar com velocidade e ter na seleção profissionais pleno e sênior, e que já tivessem vivência prática nas linguagens utilizadas, além de terem um perfil mais aderente à nossa cultura de trabalho. Ao chegar na Linte, convenci a liderança da empresa de que não poderíamos ter um time só com Desenvolvedores “coders”, mas sim, com Engenheiros de Software explica Bruno Martin, Diretor de Pessoas na Linte, e que já atuou em empresas como Ebanx e Nubank.

Em um cenário cada vez mais globalizado e competitivo, no qual o idioma e a localização já não são mais barreiras, é preciso ter uma estratégia sólida de atração e retenção de talentos. Na virada do ano, a empresa conduziu um estudo de mercado e concluiu que, apesar dos seus salários e benefícios estarem compatíveis com o mercado, havia um atraso no subsídio do plano de saúde, o que foi imediatamente revisto pela diretoria.

Hoje, além de plano de saúde de alto padrão, a empresa oferece horários flexíveis, incentiva o trabalho em casa, além de pagar reembolso de transporte, vale refeição e convênios com academias. Há, também, algumas regalias como “Personal Days”, que permitem que as pessoas tirem folgas ou emendem feriados ao longo do ano.

Para o especialista em gente, “isso tudo virou commodity”, e não é por salário ou por benefícios que os melhores talentos são atraídos, mas, sobretudo se existe uma identificação com a cultura da empresa. “Queremos engenheiros realmente diferenciados, apaixonados pela excelência técnica e que, muito além do propósito, estejam verdadeiramente conectados com os nossos valores”, reforça o executivo.

O time de produto da Linte utiliza Paradigma Funcional (um presente dos matemáticos ao mundo da tecnologia que recentemente entrou no radar dos mais talentosos engenheiros de software) em linguagens como TypeScript e GraphQL (tecnologia criada pelo Facebook) com o intuito de escalar nossas aplicações com qualidade e rapidez.

No último mês, a empresa contratou quatro engenheiros no novo processo e levou 40% menos tempo do que o anterior. A empresa vai contratar 12 profissionais nos próximos três meses. Segundo Bruno, o desafio de escalar e reduzir o tempo de contratação fez com que a empresa tivesse que revisitar o processo, e não os salários.

“Hoje fazemos uma espécie de ‘entrevista reversa’ para que o candidato, depois de passar por uma avaliação técnica presencial, conversa com o time para ter um “spoiler” sobre o ambiente de trabalho e garantir o alinhamento de expectativas”. Depois de mudar o processo de recrutamento, a empresa teve um aumento do engajamento dos candidatos. “Curiosamente, estamos atraindo profissionais com um perfil mais jovem, mas tecnicamente muito experientes”, afirma Martin.

A startup foi uma das primeiras brasileiras selecionadas para o programa de aceleração da “500 Startups” do Vale do Silício, e recebeu, recentemente, aporte da RedPoint e Ventures e Valor Capital Group. Fundada por Gabriel Senra, a startup tem em seu portfólio clientes como Banco Itaú, Accenture, Aryzta, Bimbo, Basf, Stone, 99, Bemis, Omni, Renault, Grupo Tereos, Fundação Lemann, e mais de 600 usuários da ferramenta. A empresa atende corporações do segmento financeiro, fintechs, tecnologia, da indústria alimentícia, química, varejo, saúde, automotiva, bem como escritórios de advocacia.