Startup propõe que instituições financeiras ofereçam mais possibilidades para que correntistas salvem seus negócios

Redação 28/03/2020
Redação 28/03/2020

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) traz um cenário de incertezas na economia mundial. Autônomos e micro e pequenos empresários estão entre os mais preocupados com os rumos que seus negócios seguirão com a paralisação das atividades do comércio físico e já buscam alternativas para quitar dívidas de curto e médio prazos, boletos, aluguel, salários e conseguir manter seus empreendimentos funcionando. Bancos e fintechs flexibilizaram algumas medidas como a ampliação de crédito e redução de taxas de juros na tentativa de dar estímulo neste momento.

Neste período delicado e ainda sem muitas definições, é fundamental buscar alternativas que ampliem as possibilidades de empreendedores e empresários para manterem seus negócios. Além de oferecer crédito e reduzir juros, instituições financeiras podem ser aliadas de seus correntistas disponibilizando uma plataforma para que eles possam anunciar e comercializar produtos e serviços e, com isso, gerar renda com um negócio totalmente seguro e on-line. “As instituições financeiras podem assumir um papel mais ativo, atuando mais intensamente na solução de problemas, reforçando seu papel social e de resultados com seus clientes. A ideia é que bancos, cooperativas e fintechs possam proporcionar mais ofertas e serviços aos seus clientes, com experiências que sejam úteis e que possam trazer benefícios para suas finanças, seja pessoa física ou pessoa jurídica”, destaca Bruno Grahl, CEO da Startup Hallo.

            É isso que se propõe a Startup Hallo, que desenvolve uma plataforma personalizada para cada instituição financeira (respeitando a identidade visual de cada uma), com um espaço intuitivo e amigável para que correntistas possam usar o ambiente on-line para vender e comprar produtos e serviços, tudo isso conectado com as soluções de pagamento do banco, como crédito, cartão, empréstimos, QR code, NFC, entre outras. “A facilidade é que os correntistas utilizam a plataforma dentro do próprio aplicativo ou site da instituição financeira de que são clientes, com a vantagem de realizarem negócios usando o crédito e formas de pagamento no mesmo lugar. Ou seja, este é mais um canal de vendas e vitrine a pessoas físicas e jurídicas, em especial autônomos, empreendedores e micro e pequenas empresas, e também um diferencial a essas instituições financeiras, que estão em busca de diversificar a cartela de serviços  para conquistar e fidelizar seus correntistas. Unimos a experiência de um marketplace com a segurança da instituição financeira”, esclarece o CEO da Startup Hallo, Bruno Grahl.

Há cinco anos no mercado, a Startup Hallo conta com seis instituições financeiras em seu portfólio de clientes, entre cooperativas de crédito, fintechs e bancos. Atua em todo o Brasil e está com um plano ousado de expansão para atingir a marca de 12 novos clientes neste ano, com foco especial nos grandes bancos, além da busca por novos investidores para compor seu quadro societário se unindo à Bossa Nova, investidora da Hallo desde julho de 2019. “As instituições financeiras entenderam que cada vez mais é preciso mirar os esforços na experiência do seu cliente. Criar soluções e novas possibilidades para que eles possam fazer o melhor aproveitamento dos serviços e produtos que são oferecidos por essas instituições é o grande objetivo da Hallo, gerando oportunidades para que pessoas físicas ou jurídicas, empreendedores ou pequenos negócios, possam ter uma vitrine para seus produtos e serviços e ter no seu banco ou cooperativa o suporte e a segurança para a realização de transações bancárias”, comenta o CEO da Startup Hallo.

Startup Hallo

Criada em 2015 por Bruno Grahl e João Paulo Ros, a Hallo surgiu para revolucionar o mercado financeiro com soluções para conectar correntistas, gerar oportunidades e auxiliar instituições a venderem seus produtos e serviços. A plataforma desenvolvida pela Hallo é personalizada, atendendo às necessidades e seguindo a identidade visual de cada banco, cooperativa ou fintech.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.