Startups podem se inscrever em programa do Governo Federal

Redação 01/07/2020
Redação 01/07/2020

Estão abertas as inscrições para o segundo ciclo do ano do InovAtiva Brasil, maior programa de aceleração de startups da América Latina. De 29 de junho a 03 de agosto, soluções brasileiras inovadoras, de qualquer segmento, podem se inscrever gratuitamente pelo site.

Até 160 startups serão selecionadas para uma aceleração de quatro meses, com mentorias, treinamentos, conexões e capacitações online que ajudarão os participantes a crescer e impactar cada vez mais a sociedade. Ao final, os empreendedores se apresentam a uma banca de investidores, aceleradoras, mentores e fundos de investimento. O objetivo é preparar startups em estágios de operação e tração para interagir com investidores e conquistar novos clientes.

Realizado pela Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e executado pela Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI), o programa já conta com mais de 1.1 mil startups aceleradas desde 2013.

“Recentemente, o Brasil entrou na lista dos 20 principais países no ranking mundial de ecossistemas de startups realizado pela StartupBlink, subindo 17 posições. Essa evolução é o resultado do fomento ao empreendedorismo inovador brasileiro feito por programas como o InovAtiva Brasil, que em seus oito anos de atuação já impactou mais de 30 mil empreendedores e contribuiu com cerca de 200 rodadas de negócios”, afirma Gustavo Ene, Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SDIC/SEPEC/ME).

Em 2020, o evento de encerramento do ciclo de aceleração, o InovAtiva Experience, será realizado pela primeira vez de forma totalmente online. Além de participar de atividades virtuais de capacitação e conexão, as aceleradas ainda farão apresentações de suas startups para bancas de investidores de todo o país. Mesmo após a finalização da aceleração, os empreendedores continuam recebendo suporte do programa e de parceiros estratégicos, além de receber acesso a benefícios exclusivos.

“O ciclo de aceleração do InovAtiva Brasil já era realizado de forma majoritariamente online, permitindo que startups, de todo o Brasil, participassem sem a necessidade de deslocamento para as atividades. O InovAtiva Brasil vem entregando cada vez mais para as startups que passam pelo programa de aceleração. Além de buscarmos a constante evolução das atividades realizadas durante o ciclo, estamos também realizando ações com as startups aceleradas, como o InovAtiva Conecta, que viabiliza a conexão das startups com players de mercado, como grandes empresas, investidores e potenciais clientes, como as micro e pequenas empresas já apoiadas pelo Sebrae”, explica o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick.

 

Além do Vale do Silício: um Brasil que respira inovação

Com cerca de 600 cidades e mais de 12 mil startups, segundo dados da Associação Brasileira de Startups (Abstartups), o Brasil conta com uma grande diversidade natural e cultural, representada pelas suas 75 comunidades com nomes que remetem a traços característicos das regiões onde estão situadas, como Sururu Valley, de Alagoas; Aquiri Valley, do Acre; Rapadura Valley, do Ceará; Açaí Valley, do Pará; Pequi Valley, de Goiás; Vale do Pinhão, do Paraná; Moqueca Valley, do Espírito Santo; entre outros.

Nesses lugares, que respiram inovação e expiram tecnologia, o InovAtiva Brasil tem se revelado como uma importante ferramenta para a construção de um ambiente favorável ao desenvolvimento de startups. Por esse motivo, o tema “Além do Vale do Silício: um Brasil que respira inovação” foi escolhido para representar o Ciclo 2020.2 do programa.

Ciclo 2020.2 InovAtiva Brasil

Sobre o InovAtiva Brasil

O InovAtiva Brasil é um programa gratuito para aceleração de negócios inovadores de qualquer setor e região do Brasil, realizado pelo Ministério da Economia e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI). O programa oferece mentorias, visibilidade às startups e conexão com investidores, grandes empresas e parceiros. Entre 2013 e 2019, mais de 2000 startups de todas as regiões do Brasil participaram do programa e mais de 1000 delas chegaram à fase de apresentar suas soluções em bancas presenciais com investidores.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.