Tecnologia gratuita agiliza os recebíveis de cartão para os lojistas

Sistemas como o de conciliação de cartão permitem maior controle dos valores e taxas de administração, uma das principais reclamações dos empresários

Redação 12/04/2017
Redação 12/04/2017

Com o aumento na utilização de cartões de crédito e débito como forma de pagamento, os empresários brasileiros passaram a contar cada vez mais com essa opção nos caixas. Segundo levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 72% dos empresários de varejo e serviços já aceitam essa modalidade de pagamento, porém, têm ressalvas quanto às vantagens dos cartões de crédito quando o assunto é o seu próprio bolso.

O aluguel da máquina (44,4%) e a redução da margem de lucro devido às taxas pagas (33,2%) são os principais pontos destacados em relação às taxas das administradoras dos cartões. Ainda de acordo com a pesquisa, 20% dos empresários afirmaram ter aumentado os preços para conseguirem pagar as taxas de administração e 19,7% citaram a demora para receber o reembolso do valor vendido. Para especialistas no tema, o que falta para o empresário é um controle maior das taxas cobradas para operação e das transações ocorridas diariamente.

Pensando nisso, a SumOne, empresa de tecnologia e inovação focada em levar resultados para o varejo físico, lançou em parceria com a Finanças 360º  uma ferramenta gratuita de conciliação de cartão para os lojistas.

O sistema de conciliação de cartão é uma das ferramentas que permite esse controle dos valores que foram cobrados e recebidos, além de otimizar o tempo do lojista. “Com essas informações, o empresário poderá organizar melhor as suas atividades e pensar em novas formas de atrair mais consumidores ao seu estabelecimento, ou reter os seus clientes. Assim, ele conseguirá focar no que mais importa: melhorar as vendas com ações efetivas”, explica Carlos Eduardo Souza, especialista em administração e Diretor de Marketing da SumOne.

Com a planilha, o empresário poderá calcular automaticamente o total vendido no mês via cartões de crédito, os valores de compras parceladas que devem ser repassados, o total a pagar para os adquirentes, que são os processadores das operações, e os valores de cobranças indevidas. Confira a ferramenta no link: https://goo.gl/1Q3vaj.

Ainda de acordo com Souza, a ferramenta é uma das formas encontradas pela empresa para auxiliar o lojista a ter mais lucro, com o menor gasto possível. “Mas, para isso, ele precisa de tempo para planejar as ações de marketing e retenção de clientes. Já tivemos casos de estabelecimentos que resgataram 19 clientes em um mês, com um gasto médio por ano de R$ 600 reais e que, depois de um ano de planejamento, conseguiram reverter mais 240 consumidores, gerando mais de R$ 144 mil. Sabemos das dificuldades enfrentadas pelos varejistas e o impacto da crise financeira no país. Para um setor que sofreu a maior retração desde 2001, de acordo com o IBGE, acreditamos que todo auxílio é bem-vindo”, afirma Souza.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.