Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Adesão ao relógio ponto ainda é baixa

redacao 22/08/2011
redacao 22/08/2011

As empresas têm até 1º de setembro para se adaptar ao novo sistema de controle de jornada de trabalho. Apesar da proximidade da data, ainda é baixo o volume de compra dos relógios eletrônicos. Segundo dados da Abrep (Associação Brasileira de Fabricantes de Relógios de Ponto), em julho, foram vendidos 60 mil equipamentos. No total, os fabricantes comercializaram 260 mil unidades. Pelos cálculos do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), aproximadamente 700 mil empresas já usam o sistema eletrônico para controlar o horário de seus colaboradores. Mas o número ainda é muito baixo.

Na avaliação dos fabricantes, as empresas vão deixar para comprar o controlador de ponto na última hora, correndo o risco de não terem o equipamento instalado na data prevista. A boa notícia para quem ainda não comprou o equipamento é que houve queda nos preços cobrados no mercado. Hoje, o novo relógio de ponto custa entre R$ 2 mil e R$ 3,7 mil, dependendo da tecnologia adotada. Atualmente, há 117 modelos de relógios certificados pelo MTE e 29 fabricantes cadastrados. Antes, eram apenas 12 fabricantes.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.