Comércio eletrônico é desafio para pequenas empresas

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

O Paraná é sede, nesta semana, de mais um ‘Ciclo de Seminários – Comércio Eletrônico para Micro e Pequenas Empresas’, organizado pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Câmara e-Net) e Sebrae/PR. São palestras e oficinas práticas para empresários interessados em ingressar no comércio pela internet.

O Ciclo de Seminários será realizado na quinta-feira (4) no auditório do Sebrae/PR, em Curitiba, das 8h às 18 horas, e tem como tema central ‘Sua Empresa na Economia Digital’. Dentre os conferencistas convidados, estão representantes dos Correios, Intel, UOL, Locaweb, Google, Visanet, Microsoft, Verisign e Banco do Brasil.

As inscrições são gratuitas, as vagas limitadas e a programação extensa. Das 8 às 13 horas, os empresários poderão participar das palestras com especialistas e das 14 horas às 17h45 das oficinas. As orientações serão sobre como começar no comércio eletrônico, meios de pagamento, credibilidade e linhas de financiamento.

O comércio eletrônico no Brasil tem registrado uma taxa de crescimento que varia entre 40% e 45% ao ano. Somente em 2007, o setor movimentou algo em tono de R$ 6,5 bilhões, excluindo-se as compras provocadas pelos setores de turismo, de leilões e de automóveis, estimadas em R$ 100 bilhões no ano passado.

No entanto, na avaliação do consultor Edilson Flausino, da Câmara e-Net, ainda é considerada tímida a participação das micro e pequenas empresas, que representam 99% dos estabelecimentos formais do País. “É um mercado em potencial e as micro e pequenas empresas não podem perder essa oportunidade.”

Segundo Flausino, existem 15 mil lojas virtuais em funcionamento atualmente no Brasil. “Esse número precisa aumentar, para atender a demanda dos consumidores que estão confiando mais na internet. Por isso, estamos promovendo em todo o Brasil Ciclos de Seminários como o de Curitiba.”

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.