Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Depois de medidas para conter excedente, saca de arroz sobe R$ 4 em uma semana

redacao 06/07/2011
redacao 06/07/2011

O preço de mercado da saca de arroz no Rio Grande do Sul, principal produtor do cereal no país, subiu de R$ 19 para R$ 23 em uma semana, desde quando o governo anunciou novas medidas para “enxugar” o excedente do produto. A informação foi dada pelo diretor de Política Agrícola e Informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Sílvio Porto, durante coletiva sobre o décimo levantamento da safra de grãos 2010/2011.

O novo valor que o rizicultor está recebendo pela saca de 50 quilos de arroz ainda está abaixo da meta estabelecida pelo governo para os próximos 50 dias. O objetivo das medidas anunciadas no início da semana passada é fazer com que o valor de mercado alcance o preço mínimo estabelecido pelo governo, que é R$ 25,80. “A indústria precisa ter uma relação mais justa com os produtores”, disse Porto.

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, José Carlos Vaz, disse que apesar da elevação maior do que 20% de uma semana para outra, o governo trabalha com cautela para que a meta seja atingida até o final de agosto, considerando, inclusive, a possibilidade de haver algumas oscilações nesse período. No entanto, ressaltou que o governo ainda tem condições de tomar outras medidas mais drásticas, caso seja necessário.

“Por enquanto estamos utilizando o saco de bondades, mas se precisar podemos usar o saco de maldades”, disse Vaz, se referindo a mecanismos que podem ser acionados para forçar as indústrias a exercerem o preço mínimo na compra de arroz.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.