Em cinco anos, renda das mulheres cresce mais de 30%

redacao 13/09/2011
redacao 13/09/2011

As mulheres movimentam atualmente R$ 679,5 bilhões na economia brasileira

Entre 2006 e 2011, a renda desse público subiu 30,8%. Por conta disso, as mulheres movimentam atualmente R$ 679,5 bilhões na economia brasileira. O ritmo de expansão foi bem maior do que o dos homens, que, no mesmo período, cresceu 22,7%. Mas eles continuam na frente quando o assunto é o valor da renda. Atualmente, movimentam cerca de R$ 1 trilhão. Os dados são de uma pesquisa da consultoria Data Popular, divulgada pelo jornaO Globo.

De acordo com o levantamento, mais anos de estudo, maior presença nas universidades, participação crescente no mercado de trabalho e aumento dos programas de transferência de renda explicam o salto dos ganhos das mulheres nos últimos cinco anos.

São as quase 53 milhões de mulheres da classe C que detêm quase metade da renda feminina do País. “As mulheres passaram a ser protagonistas do mercado de trabalho, do consumo, das decisões. Se a classe C cresceu, deve-se à importância da mulher. Uma relevância que ganha cada vez mais espaço ao aquecer o mercado interno em tempos de crise”, diz Renato Meirelles, diretor da Data Popular.

Potencial de consumo

Com mais dinheiro na bolsa, a mulher também passou a ter ainda mais poder de decisão sobre as compras da família. Não à toa: seu potencial de consumo está em quase R$ 1,5 trilhão, o que é 106,2% mais do que em 2002.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.