Superação e determinação para inovar na venda de roupas

Redação 15/06/2018
Redação 15/06/2018

Fabiane Post orgulha-se de sua trajetória como empreendedora. E, como conta via Eu, Empreendedor, está sempre de olho em tendências para seguir inovando.

Em 2006, para sair de uma depressão consequente de um câncer de útero, comecei a vender roupas no modelo porta a porta. Fui incentivada por meu marido, que na época me emprestou R$ 1.500,00 para investir no meu primeiro estoque. Para nossa surpresa, vendi tudo na mesma semana.

Isso me ajudou a superar um obstáculo e a criar um negócio totalmente inovador. Após um ano e meio, carregando quatro malas de roupas, já possuía uma clientela fiel e muitos atendimentos diários. Com o crescimento do negócio começaram a aparecer os problemas. Por causa do número grande de atendimentos, as roupas viviam amassadas e as malas cada vez mais pesadas. As contas a receber também faziam parte da rotina, em função da informalidade do negócio. Ainda tinha que administrar o esquecimento de minhas clientes, que pediam para levar as roupas para provar em casa e deixavam de devolver no dia seguinte, como combinado.

Todas essas dificuldades fizeram eu empreender e criar uma solução definitiva para meu negócio ficar mais atraente aos olhos de minhas clientes. Assim surgiu a Boutique de Rua, uma van radicalmente customizada, com araras, gavetas, sonorização, ar condicionado climatizado, provador, espelhos, enfim, uma loja que surpreendeu em todos os detalhes.

No final de 2008, meus atendimentos que já eram bons, triplicaram, e em 10 meses de atuação já havia pago meu empreendimento que na época foi de R$ 125.000,00. Com tanta repercussão, surgiram obviamente cópias pessoas e em menos de dois anos já circulavam 16 lojas móveis iguais a minha em Curitiba. Mais uma vez percebi que deveria reinventar meu negócio, caso contrário não sobreviveria no mercado. Foi então que em 2010 procurei o auxílio do Sebrae, no intuito de tornar meu negócio uma franquia no setor.

Cheguei a ter 11 unidades, mas com a crise algumas infelizmente não suportaram. Eu continuo com o olhar no horizonte, empreendendo e trazendo novas oportunidades de crescimento. Tenho também uma empresa de transformação, que customiza veículos utilitários para outros segmentos de comércio. Este ano completo 10 anos de Boutique de Rua e vou lançar mais uma inovação. Elaborei um curso para vender, a partir da minha experiência com loja móvel.

Nessa jornada de trabalho, consegui adotar três crianças que estavam com o futuro comprometido pelo abandono de um lar e que são a razão de minha motivação para seguir em frente. Contar minha história faz relembrar momentos de angústia mas também de superação. Realizei o sonho de continuar a atender no porta a porta de forma organizada, disciplinada e profissional. Procuro estar sempre atualizada e de olho nas tendências de um mercado cheio de inovações e potencialmente globalizado e encantador.

Participe do Eu, Empreendedor. Clique no link www.empreendedor.com.br/participe e compartilhe sua história.

Veja mais sobre Eu, Empreendedor.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.