Tem medo de modismo? Confira a tendência dos fortes segmentos de franquias no futuro

Alguns segmentos, como o de cuidador de idosos, tecnologia, telecomunicações e turismo, vão garantir longevidade aos negócios

Redação 27/02/2018
Redação 27/02/2018

Não dá mais para ignorar o fato de que as franquias precisam estudar o futuro se quiserem manter-se no mercado. Em vista disso, muitas redes foram criadas já com foco nas demandas das atuais e futuras gerações, oferecendo ainda mais segurança aos franqueados, que podem trabalhar com estimativas à longo prazo. Segmentos como cuidador de idosos, tecnologia, telecomunicações e turismo, são alguns que não tendem a ser modismo e que vieram pra ficar.

Saiba como eles serão impactados e conheça franquias para investir:

Rede de cuidadores de idosos e aumento da expectativa de vida

Segundo dados do IBGE, nos últimos 10 anos, o volume de pessoas de 60 anos ou mais, foi de 9,8% para quase 15%. A previsão é de que, em 15 anos, o Brasil será o sexto país no mundo em número de idosos. A população acima dos 60 anos responderá por mais de 30% de todo o consumo no Brasil, em 2030.

A Home Angels é uma rede de franquias que atua principalmente na prestação de serviços para idosos, mas oferece também cuidados para adultos e crianças em recuperação cirúrgica, portadores de síndromes como Alzheimer e Parkinson e assistência domiciliar a gestantes e mães novas.

A rede tem como objetivo oferecer profissionais altamente qualificados, que sejam capazes de prestar um atendimento tecnicamente impecável e verdadeiramente humanizado. Além de cuidar, os profissionais são instruídos em como respeitar as necessidades emocionais e culturais dos assistidos e suas famílias.

O faturamento médio mensal de uma franquia Home Angels após 1 ano de operação, é superior a R$ 100 mil por mês. A empresa é pioneira no franchising no segmento em que atua, tem como diferencial a supervisão constante do trabalho realizado pelos cuidadores e ultrapassou a marca de 150 franquias em atividade no país. Planeja ter 300 unidades até 2020.

Tecnologia e as profissões do futuro

Um dos mercados que sofrerá mudanças futuramente, é o mercado de trabalho. Boa parte das profissões que já existem irão depender de conhecimentos em Ciência da Computação e pelo menos 90% das novas profissões que irão surgir, também precisarão deste importante conhecimento. Já é imprescindível que a população comece a se preparar para conseguir atuar neste novo cenário.

Fundada em 2014, a SuperGeeks é a primeira e maior escola de Programação e Robótica para crianças e adolescentes do Brasil. Com 5 mil alunos, a rede atende crianças entre 05 e 16 anos que fazem cursos para aprender ciência da computação a partir do desenvolvimento de games, do conhecimento em robótica, realidade virtual e aumentada, inteligência artificial e também da criação de aplicativos e sistemas web, incluindo questões de redes de computadores e servidores. A proposta da SuperGeeks não é que o aluno necessariamente seja um programador, mas que esteja preparado para as demandas futuras e que faça parte de uma massa digital qualificada e preparada.

“Ensinar programação e robótica desde cedo passa a ser fundamental para o desenvolvimento do país. A programação está em diferentes áreas do conhecimento, como na medicina, biologia, segurança e administração. Também desenvolver diversas habilitadas, como raciocínio lógico, criatividade, resolução de problemas, pensamento crítico, foco, concentração, pensamento sistêmico, computacional, cooperação e trabalho em equipe”, explica Marco Giroto, um dos fundadores da SuperGeeks.

Com mais de 50 unidades no Brasil, a SuperGeeks está em busca de novos franqueados. O investimento inicial na franquia depende do modelo de negócios que vai de R$ 22 mil a R$ 200 mil.

Auditoria telefônica para redução de custos nas empresas

Outro segmento tecnológico que não perderá seu espaço é o de auditoria telefônica. Dados da ABF – Associação Brasileira de Franchising –, mostram que 90,3% de redes de franquias passaram a utilizar programas e softwares para reduzir custos na empresa.

Uma boa opção é a WeAudit, fundada em 2011, empresa focada em gestão e auditoria de dados que entrou para o franchising no começo de 2017 com o propósito de melhorar o setor de telefonia brasileiro.

Com uma base de 536 clientes atendidos, entre eles LG, Canon, Kerry e Ferrero, a WeAudit reduz em média 27% dos gastos com telefonia, oferecendo seus serviços às médias e grandes empresas de diversos setores. Além da enorme redução de custo, o suporte e gestão da WeAudit ajudam as empresas a melhorarem sua produtividade e desempenho. Esse trabalho já recuperou cerca de R$34 milhões pagos indevidamente.

Hoje a empresa já possui quatro franquias, sendo duas em São Paulo, duas em Belo Horizonte e estão negociando a quinta em Porto Alegre. A expectativa é de que daqui a quatro anos, a empresa tenha entre 50 e 60 fraqueados no país.

No modelo de negócios compartilhado, durante o primeiro ano, o franqueado pode trabalhar home based e contará com o auxílio da franqueadora. A partir do segundo ano, o atendimento passa a ser responsabilidade do franqueado que precisará ter uma infraestrutura completa e padronizada. O investimento inicial na marca é de R$55 mil.

Turismo: O negócio certo para quem gosta de viajar

Já para aqueles que gostam de viajar e de se comunicar com pessoas, a Ahoba Viagens é uma excelente opção de negócio. Além do Brasil ser um país com grande potencial turístico, a rede possui um dos menores valores de investimento do mercado. Seu modelo tradicional pode ser adquirido pelo investimento de R$ 3.950, podendo ser parcelado em até 10 vezes no cartão de crédito.

A rede trabalha com o modelo de negócio Premium, que não demanda um ponto comercial, permitindo que o trabalho seja realizado de casa. Além disso, o investidor contará com o mercado em alta. De acordo com os dados analisados pela Momondo, buscador de passagens aéreas e reservas de hotéis, 31% dos brasileiros preferem gastar dinheiro com viagens do que com bens matérias. A pesquisa foi realizada aqui no Brasil com homens e mulheres, entre 18 e 65 anos, e divulgado na edição 2017 do estudo International Travel Survey.

Diante desse cenário, a Ahoba Viagens registrou, no ano passado, um crescimento de 62% no faturamento. A empresa conta com mais de 190 franqueados espalhados pelo país e espera-se crescer o dobro neste ano.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.