Pesquisa inédita desvenda comportamento do consumidor no novo cenário de crédito

redacao 28/09/2012
redacao 28/09/2012

O novo cenário do crédito, que teve significativas mudanças com a entrada de mais de 35 milhões de pessoas nos últimos cinco anos, é mostrado em detalhes na nova pesquisa da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC. É o primeiro levantamento nacional sobre comportamento do consumidor nesse novo quadro de expansão do crédito que elevou a relação crédito/PIB de 24% para 50% em 10 anos.

A pesquisa mostrou que afirmações em relação ao mercado de crédito nem sempre são verdadeiras. Declarações como "consumidores de baixa renda pagam suas contas em dia", "o consumidor não pensa em juros, mas no valor da parcela" e "a renda das famílias de classe baixa é mais volátil" foram colocadas à prova no levantamento.

A Boa Vista constatou que é verdadeira a afirmação de que o consumidor olha primeiro as parcelas e depois os juros: 30% dão prioridade ao valor das parcelas quando vão fazer um financiamento e 15% olham em primeiro lugar o número de prestações. Os juros são a preocupação de apenas 22%.

A pesquisa levantou também até que ponto se confirma a afirmação de que consumidores de classes sociais mais baixas pagam suas contas em dia. A constatação foi de que eles têm dificuldade para cumprir seus compromissos no prazo: 45% dos entrevistados da classe C e 48% das classes D/E afirmam que é difícil quitar suas dívidas, em comparação a 15% da classe A.

Ao apurar verdades e mitos que permeiam o mercado de crédito, a afirmação de que a dificuldade para pagar as contas está na volatilidade da renda torna-se mito a medida que as classes de menor renda são as que mais declaram que seus ganhos são sempre os mesmos ou variam pouco, reflexo muitas vezes das recentes condições favoráveis do mercado de trabalho.

Além destas, outras afirmações também foram constatadas pela pesquisa, como por exemplo:

– O consumidor de baixa renda não poupa
– O consumidor de baixa renda não faz planejamento financeiro
– As mulheres estão à frente do orçamento doméstico
– O nome é o maior patrimônio da pessoa
– O consumidor de baixa renda não se protege contra fraude

A pesquisa está disponível na íntegra:
www.boavistaservicos.com.br/imprensa/releases

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.