Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Preço da carne cai 13,7% para o produtor e 2,2% para o consumidor

redacao 18/10/2011
redacao 18/10/2011

Apesar da queda dos preços da arroba do boi gordo registradas desde outubro de 2010, a queda de preço ao consumidor não seguido o mesmo ritmo. A Associação dos Criadores de Mato-Grosso (Acrimat) avaliou que de outubro do ano passado até setembro deste ano houve queda de 13,7% no valor da arroba do boi gordo em Mato Grosso. Enquanto isso, no varejo, os preços caíram apenas 2,2%, segundo dados da Acrimat.

A associação diz que o aumento do preço da carne nos últimos 12 meses até setembro foi de 18,95% e de janeiro a setembro de 2011 foi de 25,24%.

“Não existe uma explicação técnica para esse aumento no preço da carne nesse período do ano, que muitos alegam ser motivado pela chamada entressafra”, disse o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso – Acrimat, Luciano vacari. “A arroba teve uma desvalorização e a entressafra, que seria a diminuição de oferta de boi gordo, não existiu, pelo contrario, a oferta de gado foi suficiente para atender a demanda”, explica. Para Vacari, o aumento nos preços da carne para o consumidor final “continua sendo uma política do varejo injusta e prejudicial ao consumidor”. A situação é incomum. Pois se observa a desvalorização do preço da arroba e, na contramão, o aumento do preço da carne nos supermercados e açougues.

O Instituto Mato-grossense de Econômica Agropecuária (Imea) calculou que, desde 2005, a valorização no preço pago ao pecuarista foi de 73,73%, enquanto que o aumento da carne bovina nos supermercados no mesmo período foi de 145,82%.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.