Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Segundo maior evento de beleza do mundo mostra as novidades para o setor

redacao 06/09/2012
redacao 06/09/2012

Palestras e atendimento gratuito com especialistas sobre temas como marketing, sustentabilidade, gestão financeira, tecnologia, além de atendimento individual, rodadas de negócios e promoção empresarial. Essas são algumas das atividades programadas pelo Sebrae para os quatro dias da Beauty Fair, a maior feira de beleza das Américas e a segunda do mundo, que acontece no Expo Center Norte, em São Paulo (SP), de domingo (08) a terça-feira (11).

Os visitantes conhecerão as últimas tendências em produtos, tratamentos, equipamentos, móveis e tecnologias para o setor. Entre os 450 expositores estarão as principais marcas de cosméticos, empresas digitais e profissionais do segmento de beleza da América Latina, Europa e Estados Unidos. A expectativa é de que 130 mil pessoas visitem os estandes montados no espaço da feira. A mostra terá mais de 900 marcas em exposição.

O Sebrae terá três grandes espaços na feira. No Camarim, um salão de beleza será preparado para demonstração de novas tecnologias de produtividade e sustentabilidade. A Vitrine vai apresentar mais de 60 produtos industrializados, de  16 empresas assistidas pela instituição, e o Auditório será destinado a mais de 20 palestras e debates. “Será uma grande oportunidade de interagirmos com o mundo da beleza, levando conhecimento em gestão”, aponta a coordenadora da carteira de Serviços do Sebrae, Andrezza Torres.

Segundo ela, a difusão da inovação e da sustentabilidade tecnológica será o foco na Beauty Fair. “São temas que têm que estar na agenda das micro e pequenas empresas (MPE). Nosso trabalho no evento é levar essa visão aos pequenos negócios do segmento”, aponta a coordenadora. Ela cita as soluções do programa Sebraetec como exemplo de ferramenta a ser difundida. A iniciativa melhora o desempenho dos pequenos negócios com a implementação de práticas inovadoras e tecnologia nos empreendimentos.

Quem passar pelo evento também poderá conhecer soluções digitais desenvolvidas para o segmento de beleza. No Espaço Inovação Software, seis empresas que participam dos projetos de economia digital do Sebrae demonstrarão programas de computador desenvolvidos para controlar a gestão dos salões de beleza.

Mercado mundial

A atenção da instituição para com o setor se justifica pelos números. Entre 2010 e 2011, o mercado de beleza no Brasil registrou expansão de 18,9%. No período, foram movimentados mais US$ 43 bilhões com higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, o que colocou o país na terceira posição mundial, atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão. Em todo o território nacional, existem mais de 241 mil salões de beleza, além de outros 61,6 mil empreendimentos que desenvolvem atividades relacionadas a tratamentos de beleza. Ao todo, esses estabelecimentos geram aproximadamente 500 mil empregos.

Além disso, outros 225 mil microempreendedores individuais (MEI) que atuam como cabeleireiros foram formalizados nos últimos anos, em todo o país. “Esse público precisa de informações adequadas para se consolidar como empresário”, ressalta a analista técnica da carteira de Serviços do Sebrae, Karen Sitta. Durante o evento, a instituição vai promover o atendimento específico a este público. Segundo estimativas do mercado, apenas uma em cada cinco empresas do setor de beleza é formalizada no Brasil. “A informalidade é grande. Precisamos criar condições para que eles vejam vantagens na legalização”, afirma Andrezza.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.