Executiva com transtorno bipolar libera e-book em campanha para o CVV

Dyene Galantini “Vencendo a Mente”

Dyene Galantini é realizadora de “Vencendo a Mente”, projeto pessoal de saúde mental que atua pela quebra de estigmas

A Covid-19 trouxe outra pandemia: o esgotamento mental. Pesquisa Instituto Ipsos encomendada pelo Fórum Econômico Mundial mostra que 53% dos brasileiros notaram uma piora no estado mental entre abril de 2020 e abril de 2021. Dyene Galantini, diretora global de marketing em uma das maiores empresas de informação do mundo, sabe bem o que é isso. Há 14 anos, ela teve burnout e foi diagnosticada com transtorno bipolar. Desde 2017, Dyene usa a própria história para propor o debate sobre saúde mental por meio do projeto Vencendo a Mente, que inclui palestras, plataforma online de informações e a autobiografia de Dyene sobre sua experiência com a bipolaridade.

Para apoiar a luta contra o suicídio, durante todo o mês de setembro – época da campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio – Dyene disponibiliza gratuitamente o download do e-book “Vencendo a Mente – como uma executiva de sucesso superou o transtorno bipolar”. Como contrapartida, a autora pede que seja feita uma doação de qualquer valor ao CVV – Centro de Valorização da Vida, que tem ações gratuitas de prevenção ao suicídio. “O CVV desempenha um papel muito importante no acolhimento e na prevenção ao suicídio no país, diz Dyene.

Estudo da Universidade Federal da Bahia – UFBA mostra que a bipolaridade pode aumentar em até 23 vezes o risco de suicídio. E, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, desde 2017 os brasileiros são o povo mais ansioso do mundo. “O estresse é um dos fatores que podem desencadear uma crise, por isso é preocupante que a rotina de home office e a pressão por produtividade estejam tão presentes no cotidiano brasileiro hoje”, diz Dyene.

Como alta executiva em uma grande empresa, Dyene lida com as metas e pressões naturais do trabalho – mas sempre atenta para não ultrapassar seus próprios limites. “A bipolaridade tem a fase de depressão e a de euforia, quando temos uma energia inesgotável. Sempre gostei muito de trabalhar, e para mim a mania se manifesta em uma dedicação sobrenatural ao trabalho. Isso já me levou ao burnout e abriu caminho para a depressão que me levou a um hospital psiquiátrico”, ela lembra.

“Hoje, sei que não me sobrecarregar é literalmente uma questão de vida ou morte. Presto muita atenção para não ultrapassar meus limites e faço o mesmo com minha equipe. As lideranças precisam entender o papel que desempenham na saúde de seus funcionários”, observa.

VENCENDO A MENTE: UM PROJETO CONTRA O ESTIGMA

Para fomentar a discussão sobre transtornos mentais e contribuir com a quebra de estigmas, Dyene Galantini lançou em 2017 o projeto Vencendo a Mente, que inclui autobiografia, plataforma online de informações, palestras e grupos de apoio.

Em setembro de 2020, Dyene pôde contar a sua história no TEDx, edição Rio do Sul (RS) e em novembro deste ano irá repetir a dose no TEDx Montes Claros (MG). Ela também já fez palestra junto ao SEBRAE e compartilhou sua perspectiva do transtorno em congressos de psiquiatria.

A autobiografia, disponível em e-book e cópia física, é o desdobramento de um diário terapêutico escrito quando Dyene estava internada em hospital psiquiátrico. A obra traz um relato honesto e sensível sobre a descoberta, tratamento e superação do transtorno bipolar.

SAÚDE MENTAL EM NÚMEROS

· Cerca de 12% da população convive com algum transtorno mental, segundo a OMS.

· 53% dos brasileiros relatam piora do bem-estar mental entre 2020 e 2021, segundo pesquisa do Instituto Ipsos para o Banco Mundial.

· Desde 2017, os brasileiros são o povo mais ansioso do mundo, de acordo com a OMS.

· Cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos no mundo, segundo a OMS.

· O suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos, segundo a OMS.

· 79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda, segundo a OMS.

SOBRE DYENE GALANTINI

Formada e comunicação social com mestrado em administração de empresas pela Texas Southern University e MBA em liderança e gestão de pessoas pela UFRJ, Dyene Galantini é diretora global de marketing do maior conglomerado global de inteligência e informação do mundo.

Fez carreira internacional e por mais de 10 anos atuou em empresas nos Estados Unidos e Alemanha, países onde residiu. Nos últimos 20 anos, paralelamente à sua carreira de executiva, se dedicou a dezenas de projetos socioambientais tanto nos Estados Unidos como no Brasil. Foi premiada como voluntária do ano pela Depression and Bipolar Support Alliance, em Houston, TX (EUA), pelo seu trabalho de desenvolvimento de grupos de apoios e treinamento de novos voluntários. Também se formou como Certified Peer Specialist em Austin, TX.

Atualmente, além de sua posição como diretora global de marketing, Dyene é membro de Mental Health Innovation Network e de Global Movement for Mental Health e é Chair do Comitê de Marketing da Câmara de Comércio Americana – AmCham. Também é professora de Liderança Global no MBA da UFRJ e foi eleita “Carioca Nota Dez” pela revista Veja Rio.

Para dar mais visibilidade ao transtorno bipolar e ajudar pacientes, familiares e amigos na superação da doença, Dyene Galantini lançou o projeto “Vencendo a Mente” em 2017. Como parte da luta contra a estigmatização do transtorno e para estimular outras pessoas a aceitarem sua condição com a devida naturalidade, Dyene dispensou o anonimato e compartilha de forma realista e generosa a sua jornada na superação da doença.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também vai gostar de: