Rede de idiomas cria curso anti-preguiça e se torna mais competitiva no mercado

redacao 03/04/2014
redacao 03/04/2014

Com a exigência do mercado pelo domínio de uma língua estrangeira, ainda mais com o advento da Copa do Mundo e das Olimpíadas, a concorrência entre as escolas de idiomas se tornou acirrada. Só no mercado de franchising, as franquias de educação cresceram cerca de 16,6%, sendo um dos cinco melhores desempenhos em 2013, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Para se destacar neste mercado competitivo, a sócia-fundadora da Minds English School, Leiza Oliveira, pesquisou as razões pelas quais a desistência permanecia sendo um problema comum enfrentado pelo setor.  A executiva identificou quatro fatores: falta de tempo, metodologia apresentada, questão financeira e a maior vilã: preguiça.

Pensando nisso, a marca inovou e oferece os cursos “anti-preguiça” com duração de 18 meses, aulas duas vezes por semana no horário e dia de sua escolha; ao passar de nível o número de aulas também cresce chegando a cinco aulas – sem acréscimo na mensalidade. “Entramos no mercado para disponibilizar cursos rápidos, com valores competitivos e com flexibilidade. Assim, o aluno poder escolher os melhores dias e horários para participar das aulas”, comenta a Leiza.

Pioneira na adesão de material didático digital que permite o uso de tablets, a Minds trabalha em todas suas unidades com lousa eletrônica e oferece aulas dinâmicas e interativas. “Nosso método diminuiu a desistência dos nossos alunos. Hoje em nossas unidades são apenas 15% de alunos que não terminam o curso, no mercado este número chega a 20%”, diz Leiza.

O curso regular (anti-preguiça) é voltado para o público adulto, distribuído em três módulos e desenvolvido para que o aluno tenha conhecimentos de inglês em um curto espaço de tempo, indo do básico ao avançado. “Desde 2007, nosso conceito de metodologia é novo em curso de idiomas, por isso o sucesso em todo o Brasil. Em decorrência deste diferencial, não temos um perfil único, pois os cursos atingem a todos que desejam aprender inglês, temos muitos alunos da terceira idade, por exemplo”, afirma a franqueadora.

Segundo o Data Popular, o investimento neste setor mais que dobrou nos últimos dez anos. O Instituto afirma que este ano as famílias gastarão em média de R$ 72 bilhões com educação. Para acompanhar esta demanda, a Minds English School pretende inaugurar mais 10 lojas em 2014 e chegar a 131 escolas nos próximos cinco anos.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.