Lar doce negócio

 

Nesses tempos de pandemia e de isolamento social, o lar doce lar virou também um lar de negócios. De dentro para fora e de fora para dentro da casa. Dentro da casa se lava louça, arruma a casa, prepara o almoço, cuida das roupas, realiza consultas médicas, atende a clientes e se ministra aulas. 

Ao arrumar a roupa, percebe-se que o armário está pequeno, não cabe tudo. Aí bate a vontade de comprar um novo armário, maior. No quarto, descobre-se que o colchão da cama já tem mais de 10 anos. Por que não aproveitar o momento para comprar um colchão novo, mais confortável?

Ao sair da casa para tomar um sol no jardim, percebe-se que ali cabe uma piscina. Um dia de sol seria muito legal reunir toda a família em volta da piscina. Vamos comprar uma piscina.

O lar doce lar virou ambiente de trabalho e de múltiplas compras neste período.

Por isso, muitas empresas nunca venderam tanto nesses últimos seis meses, desde alimentos até uma piscina gigante. Por falar em piscina, a iGUi está de plantão. A maior fabricante e vendedora de piscinas do mundo é o destaque desta edição mensal da revista. Só em agosto a iGui vendeu 215% a mais, o melhor resultado em um mês nos 25 anos de história da empresa.

O isolamento social isola as pessoas, mas não o empreendedor atento.

Boa leitura e bons negócios!

Acari Amorim

Diretor Editor

Assine a revista